top of page
  • Foto do escritorShantideva

Terapêutica Tântrica e a liberação do som interno

“Durante a sessão, esqueci que havia outra pessoa na sala. Era só eu e o meu corpo, meu templo, as minhas sensações e, claro, memórias. Fui transportada para vários momentos enterrados na minha lembrança……. Ao fim de toda essa avalanche de memórias e dúvidas, um grito. É assim que passei a encarar um orgasmo a partir daquele dia. Costumamos achar que o orgasmo é apenas o ápice do prazer. Mas, apesar de silenciosa, a sensação foi a mesma de quando estou explodindo com o transbordar de alguma emoção e me vejo sem outra saída que não seja gritar ….. o orgasmo, tal qual aquele grito que solta tudo que está preso na nossa garganta nos adoecendo, é liberação. Libertação.”

Relato de Thamara Maria para o Jornal Metrópoles.


Pois é, trazer de dentro o som do nosso corpo, das nossas entranhas, é uma maravilhosa maneira de se libertar do encouraçamento que inibe o sentir maduro.


Somos educados em um contexto social que reprime a expressão, especialmente quando associada a sentimentos ditos “indesejados” ou “inadequados”. Assim, muitos de nós aprendemos a reprimir o som que vem do prazer, da raiva, da tristeza, do medo….


Ao fazer isso, estamos reprimindo também o fluxo de energia que deveria ser descarregado a partir do que nos ativou.


O resultado é que acabamos por desenvolver couraças musculares, sob a forma de tensão. Afinal, se estamos sentindo algo, é porque estamos ativados. Essa ativação produz uma carga energética em nosso organismo. A sabedoria do corpo irá buscar maneiras de descarregar essa carga, e a expressão sonora é uma delas. No entanto, em função da repressão à expressão, o que acontece é que parte da carga restará mantida em nosso sistema. Em função disso, não atingiremos o estado de relaxamento, e esse excedente se cristalizará sob a forma de tensão, gerando o encouraçamento muscular.


Autorizar a expressão sonora a partir dos nossos movimentos de energia é uma das mais transformadoras experiências que a terapêutica tântrica pode nos proporcionar. Ela pode ser experimentada em dinâmicas como a massagem tântrica, as práticas de respiração consciente, as meditações ativas e os exercícios vibracionais.


Quando autorizamos a expressão sonora, estamos ajudando a relaxar os músculos da garganta e do pescoço, reduzindo a tensão acumulada nessas áreas.


Além disso, a liberação de som estimula o nervo vago, que está envolvido na regulação do sistema nervoso autônomo, promovendo uma resposta de relaxamento.


A liberação de sons ajuda a liberar sentimentos reprimidos e promover a cura emocional, e também ajudando a reduzir os níveis de estresse e ansiedade.


A liberação de sons aumenta a consciência do próprio corpo e das emoções, facilitando a conexão entre mente e corpo.


Terapeutas corporais experientes e confiantes em seu fazer terapêutico atuam como incentivadores da movimentação energética no campo da expressão dos sentimentos. Assim, apoiam seus clientes em processos de expressão, ajudando-os assim a restaurar a expressividade perdida sob os escombros da repressão e contenção.


Confie na equipe da Kaya Terapias para apoiar você na busca pela expressividade que vem da espontaneidade da resposta corporal.





8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page