top of page
  • Foto do escritorShantideva

Meditações Ativas promovem bem-estar, autoconhecimento e expansão de consciência

A Kaya Terapias em Belo Horizonte nasceu como um centro terapêutico especializado em práticas corporais. As meditações ativas estão no cerne das experiências que oferecemos.

Afinal, usamos as meditações ativas para promover movimentação de energia.


Como funciona a energia no corpo humano?

A energia no corpo humano é um conceito presente em muitas tradições espirituais e de autoconhecimento, que acreditam que o corpo é permeado por uma força vital que sustenta a vida. Essa energia é conhecida por diferentes nomes em diferentes culturas, como "prana" na tradição hindu ou "chi" na tradição chinesa.

De um ponto de vista científico, o conceito de energia no corpo humano pode ser compreendido em termos de processos bioquímicos e elétricos que ocorrem no organismo. Por exemplo, as células do corpo humano produzem energia por meio de processos metabólicos, como a respiração celular, que envolve a conversão de oxigênio e nutrientes em energia química.

Além disso, o corpo humano contém um sistema de energia bioelétrica, o sistema nervoso, que transmite sinais elétricos entre as células e os órgãos do corpo. Esses sinais elétricos são essenciais para a comunicação entre as células, o controle dos movimentos musculares, a regulação da função cardíaca e muitas outras funções corporais.

A tradição do Tantra, do Yoga, do Taoísmo e tantas outras acreditam que a energia vital no corpo humano pode ser influenciada por práticas como meditação, yoga, acupuntura e outras terapias alternativas. Essas práticas podem ajudar a equilibrar a energia no corpo, remover bloqueios e promover a saúde e o bem-estar geral.


O que são meditações ativas?

As meditações ativas são uma forma de prática meditativa que envolve movimentos corporais e expressão energética daquilo que se movimenta.

Aqui é possível fazer uma distinção entre as meditações ativas e as meditações mais tradicionais, que geralmente envolvem sentar-se em silêncio e em imobilidade.

As meditações ativas foram desenvolvidas na década de 1960 por Osho, um líder espiritual indiano, como uma forma de ajudar as pessoas a liberar a tensão e o estresse acumulados no corpo e na mente, ao mesmo tempo em que estimulam o fluxo de energia vital.

As meditações ativas geralmente consistem em uma série de movimentos corporais específicos, respiração consciente, dança, expressão vocal (sonorização) ou outras atividades que ajudam a canalizar a energia e a trazer a mente para o momento presente, de forma a reduzir a confusão e agitação mental e estimular o estado de consciência plena.

Entre os exemplos de meditações ativas mais conhecidas estão a meditação Dinâmica, a meditação Kundalini, o Gibberish, a meditação do riso, a Nataraj (dança), dentre tantas outras possibilidades. Essas práticas têm como objetivo promover a expansão da consciência, a conexão com o corpo e com as emoções, e a sensação de bem-estar geral.


Como as meditações ativas movimentam a energia do corpo humano?

As meditações ativas podem movimentar a energia do corpo humano de várias maneiras, dependendo da técnica específica utilizada. Aqui estão alguns exemplos:

  1. Respiração: Muitas meditações ativas enfatizam técnicas de respiração que podem ajudar a aumentar a oxigenação do corpo, reduzir o estresse e equilibrar o sistema nervoso. A respiração profunda e lenta pode ajudar a reduzir a frequência cardíaca e a pressão arterial, além de aumentar a capacidade pulmonar e o fornecimento de oxigênio para as células do corpo.

  2. Movimento: Algumas meditações ativas envolvem movimentos rítmicos, como danças, movimentos vibracionais ou posturas, que podem ajudar a liberar a tensão física e emocional, melhorar a flexibilidade e aumentar a circulação sanguínea. Esses movimentos também podem ajudar a equilibrar o fluxo de energia no corpo e promover uma sensação de bem-estar geral.

  3. Som: Meditações ativas que envolvem o uso de sons, como sonorização, mantras ou mesmo canções, podem ajudar a aquietar a mente e estimular o sistema nervoso parassimpático, que é responsável por promover o relaxamento e a regeneração do corpo. O som também pode ser usado para estimular pontos de energia específicos no corpo, tal como acontece na acupuntura.

No geral, as meditações ativas podem ajudar a movimentar a energia do corpo humano de várias maneiras, promovendo a saúde, o bem-estar e a sensação de conexão com o mundo ao nosso redor.


Quais os benefícios de se praticar as meditações ativas?

As meditações ativas têm diversos benefícios para a saúde mental, emocional e física, dentre os quais é possível destacar:

  1. Redução do estresse e da ansiedade: As meditações ativas ajudam a liberar a tensão física e mental, reduzindo o estresse e a ansiedade e promovendo a sensação de relaxamento e bem-estar.

  2. Aumento da consciência corporal: As meditações ativas envolvem atividade física e movimento, o que ajuda a movimentar a energia corporal, promovendo a consciência corporal, a flexibilidade e a coordenação motora.

  3. Autoconhecimento: As meditações ativas ajudam a liberar emoções reprimidas, e isso auxilia as pessoas a entrarem em contato com sua essência - aquela parte em nós que não está danificada pelas crenças errôneas, e que limitaram a capacidade de expressar de maneira natural e espontânea aquilo que nos ativa.

  4. Estímulo à criatividade: As meditações ativas ajudam a movimentar a nossa energia criativa, e isso afeta a maneira como construímos e interpretamos a realidade na qual estamos inseridos, afetando as esferas pessoal, relacional, profissional e espiritual.

  5. Aumento da energia vital: As meditações ativas ajudam a aumentar a energia vital, estimulando a circulação sanguínea e o fluxo de energia no corpo.

  6. Promoção da autoestima: As meditações ativas podem ajudar a melhorar a autoestima e a autoconfiança, ajudando as pessoas a se conectarem consigo mesmas e com seus potenciais.


Há algum risco ou contra-indicação de se praticar meditações ativas?

Assim como em qualquer prática física ou mental, existem alguns riscos associados às meditações ativas, embora esses riscos sejam geralmente baixos. Algumas das preocupações potenciais incluem:

  1. Lesões físicas: As meditações ativas envolvem atividades físicas e, portanto, existe o risco de lesões, como torções, entorses ou dores musculares. É importante que as pessoas sigam as instruções do terapeuta facilitador, e ajustem a intensidade das atividades de acordo com suas próprias limitações físicas.

  2. Exacerbação de problemas de saúde: Algumas meditações ativas podem envolver exercícios respiratórios intensos ou movimentos vigorosos, o que pode contribuir para o agravamento de problemas de saúde preexistentes, como asma, doenças cardíacas, epilepsias ou problemas motores. Pessoas com condições médicas devem sempre consultar um profissional de saúde antes de participar de encontros ou sessões de meditação ativa.

  3. Exposição a emoções intensas: As meditações ativas podem envolver a liberação de emoções reprimidas, o que pode ser uma experiência intensa para algumas pessoas. É importante que as pessoas se sintam seguras e confortáveis com o terapeuta facilitador e o espaço onde estão praticando, para que possam lidar com essas emoções de forma saudável.

  4. Risco de experiências psicóticas: Em casos raros, as meditações ativas podem desencadear experiências psicóticas em pessoas que têm uma predisposição para esses distúrbios. É importante que as pessoas com histórico de problemas de saúde mental discutam com um profissional de saúde mental antes de iniciar a prática de meditações ativas.

No geral, as meditações ativas são consideradas uma prática segura e benéfica para a maioria das pessoas, desde que sejam praticadas com moderação, consciência e supervisão adequada.


Em resumo, as meditações ativas são uma forma eficaz de promover o bem-estar e a saúde integral, ajudando as pessoas a se conectarem consigo mesmas, com suas emoções e com o mundo ao seu redor.


Na Kaya Terapias, em Belo Horizonte, oferecemos diversas experiências que fazem uso das meditações ativas como prática de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Alguns exemplos são os encontros da Movimentação Tântrica, o workshop O Caminho do Amor, além da possibilidade de praticar em sessões terapeuticas individuais e privativas. Consulte um dos terapeutas da equipe e saiba mais como praticar as meditações ativas.


Escrito por Osmar Shantideva




69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page