• Equipe Editorial Kaya Terapias

Terapia Tântrica: o despertar da sexualidade na terceira idade

O tantra é uma filosofia milenar, a prática nos conecta com os sentimentos, revigora, alivia as tensões, além de promover o autoconhecimento, aumentar a autoestima e trazer alegria para o relacionamento entre os casais.





A Massagem Tântrica surgiu nas tradições orientais há milhares de anos. O Tantra é uma abordagem “consciente” da sexualidade e, em contraste com o sexo “convencional”, não tem o desempenho como elemento significativo. A proposta é essencialmente criar uma conexão verdadeira entre o casal que o pratica.


Tantra para mulheres em BH: Principais mitos e verdades!


A Terapia tântrica ou Massagem Tântrica no contexto da terceira idade tem um potencial importante de ajudar a pessoa a construir uma relação revigorante e revitalizante com o corpo, hormônios, potencial energético, o prazer e a espiritualidade.


O componente biológico da sexualidade muda ao longo dos anos, afetando a intensidade e a qualidade da resposta sexual. Os efeitos da idade se manifestam no aspecto físico e psicológico de cada pessoa, fazendo com que suas respostas sexuais sejam comprometidas.

O processo sempre inicia pelo primeiro nível da experiência, que tem como propósito experimentar a sensação física de ser tocado e sensorialmente estimulado. Para praticantes mais intermediários, um aprofundamento no processo vai ocorrendo, levando a pessoa a experimentar estados expandidos de percepção e consciência.


O tantra pode fazer muito bem mentalmente, fisicamente e espiritualmente. As práticas tântricas podem aliviar condições médicas permanentes, trazer períodos mais longos de alegria e um relacionamento mais profundo e satisfatório consigo mesma ou com um parceiro.

O Tantra, como tradição espiritual e comportamental, nos inspira a vivenciar um estilo de vida focado em corporificação, bem estar físico, amadurecimento emocional e aprofundamento na intimidade. A massagem tântrica é uma das principais práticas que permitem a conexão com este estado de expansão e este estilo de vida. A menopausa pode significar um grande desafio na vida sexual de um casal. E não apenas porque a mulher está passando por grandes mudanças hormonais. Os homens também experimentam algo semelhante, que pode deixá-los tristes e ansiosos, levando inclusive a problemas como falta de apetite sexual ou ejaculação precoce. Isso pode levar a mais ansiedade e a um círculo vicioso que certamente prejudicará a vida sexual do casal.

À medida que as pessoas envelhecem, hormônios, lesões e doenças podem interferir. No entanto, manter o corpo saudável o máximo possível pode permitir fazer amor, não importam os obstáculos.


As práticas tântricas podem ajudar com equilíbrio hormonal, amenizando a menopausa; para expressar amor de maneira inteira e saudável. Ainda, elas ajudam a superar qualquer estigma contra o sexo de idosos. Por fim, a prática do Tantra auxilia no processo de desautomatizar um relacionamento, especialmente quando as pessoas estão juntas há muitos anos. Com as descobertas sensoriais e prazerosas da massagem tântrica, os casais irão adentrar espações de criatividade e descobertas, e isso traz a perspectiva erótica de volta à vida a dois. Estes são os problemas mais comuns enfrentados por casais mais velhos. o Tantra pode contribuir grandemente para esse enfrentamento. Funciona especialmente bem quando o praticante trabalha, em primeiro lugar, para curar a si mesmo e ao relacionamento em que está, não para forçar a mudança em um parceiro.


Abordagem da Terapia Tântrica

O tantra é uma abordagem totalmente diferente do sexo, porque o objetivo é criar uma experiência de qualidade em vez de estimular um ao outro ao clímax. Com isso, se concentra no prazer expandido que os corpos podem oferecer. Os componentes da resposta sexual impactam as pessoas de forma diferente, sendo o orgasmo ejaculatório masculino o mais vulnerável e suscetível aos efeitos do envelhecimento. Está cientificamente comprovado que a idade não tem efeitos análogos nas mulheres, que permanecem capazes de múltiplas reações orgásticas ao longo da vida.


A recuperação do tônus muscular sexual em homens e mulheres, por meio de manobras especialmente desenhadas para este fim, tem demonstrado um aumento imediato da resposta sexual, o que proporciona a recuperação dos estímulos e a reativação das respostas sexuais. A falta de estímulos sexuais adequados, após os 50 anos, compromete a produção e liberação de hormônios. Isto causa depressão, irritabilidade, falta de energia e dificuldades sexuais. Nos homens, não há mudança abrupta relacionada à idade na fisiologia reprodutiva, como nas mulheres em que o “climatério” é consequência da cessação do funcionamento ovariano.


O funcionamento sexual feminino durante os anos da menopausa é extremamente variável. Estudos indicam que 25% das mulheres na faixa dos 70 anos ainda se masturbam, mas muitas param de fazer sexo entre os 50 e 60 anos. Essa abstinência é influenciada principalmente por fatores sociais e psicológicos.

O tantra tem tudo a ver com ativar, aproveitar e liberar a energia, que se move por todo corpo, podendo ser direcionada para lugares que precisam de um pouco mais de estímulo e atenção.


Neste quesito, a experiência oferecida pela massagem tântrica é diferente para todas as pessoas. Afinal, as massagens são um tipo de terapia complementar ou alternativa. Elas não são consideradas parte da medicina convencional, mas podem ser um tipo adicional de intervenção que ajuda a gerenciar os sintomas da saúde. Um massagista considerará primeiro a saúde geral do paciente ao fornecer uma massagem geriátrica. Isso pode envolver observar seus movimentos e fazer perguntas sobre seu estado de saúde e nível de atividade.


É preciso ter em mente que o envelhecimento encontra mudanças nos sistemas do corpo. Ele pode ser mais sensível à pressão, e suas articulações podem funcionar de maneira diferente e de músculos e ossos. Os benefícios da massagem tântrica para idosos abrangem quase todos os aspectos da vida e de seu ser. São partes iguais fisicamente, espiritualmente, emocionalmente, psicologicamente e sexualmente edificantes.



Fonte: jornaldebrasilia



24 visualizações0 comentário